segunda-feira, 9 de março de 2015

O Programa Rede Escolaí 2015 vem aí


Olá amigos!

Rede Escolaí, uma iniciativa da Fundação Otacílio Coser, é um programa de mobilização participativa que vem atuando para revigorar as relações entre a escola, educadores, educandos, família e moradores do entorno, promovendo assim, a integração da comunidade.

A Gincana da Comunidade Educativa é a  principal estratégia do programa. Com seus percursos anuais em diferentes níveis de articulação e particularidades, a gincana apresenta um movimento de compartilhar experiências e aprender coletivamente.

Convidamos vocês para mais uma trajetória neste novo ano.  O lançamento do Programa Rede Escolaí 2015 será no mês de ABRIL.


P A R T I C I P E M!





quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Boas festas, pessoal! E um luminoso 2015!




Que em 2015 possamos estar juntos novamente e compartilhar vivências, saberes e muito carinho.

 Até breve!


sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Escolas e parceiros comemoram mais um percurso


Foi com alegria e reconhecimento que ocorreram os encontros entre escolas, secretarias e parceiros para celebrar mais um ano de ações da Gincana da Comunidade Educativa.

Em São Paulo a comemoração ocorreu no dia 05 de dezembro, no Auditório da FECAP, Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, parceira para esse encontro. Estiveram presentes a  Bernadette Coser de Orem, Conselheira da FOCO, Ana Roth, Superintendente, Elisabete Barlach, representante do Programa Escola da Família da FDE, Fundação para o Desenvolvimento da Educação, as representantes das empresas parceiras Tegma e Coimexpar e das Diretorias de Ensino. A comunidade escolar, representada por alunos e suas famílias,  professores, coordenadores e diretores foram das escolas de Barueri, Carapicuiba, Diadema, Itapevi, Jandira, São Bernardo do Campo e São Paulo.
Em Vitória a celebração foi no dia 12 de dezembro, no auditório da FAESA, que apoiou o evento. Entre os presentes estavam Rachel Coser, Conselheira da FOCO, Ana Roth, Superintendente, e representantes das empresas Investidoras sociais e gestores públicos. As escolas que participaram foram de Guarapari, Conceição da Barra, Serra e Vila Velha.

As coordenadoras do programa apresentaram um painel de trabalhos das escolas para que todos os presentes pudessem apreciar uma pequena parte do que foi realizado ao longo da gincana. As escolas receberam certificados de participação/ conclusão do percurso do ano.

Ao final dos eventos os participantes puderam viajar pelo mundo da imaginação através da contação de histórias e de música, por Vivian Catenacci, em São Paulo e pelo grupo A Mala Produções, em Vitória.

Festa em São Paulo



A magia do conto nos fez embarcar ...




Festa em Vitória





No universo encantado e da imaginação...






P A R A B É N S

A todos os alunos, professores, diretores e pais que, como protagonistas, planejaram, executaram, registraram e divulgaram as ações do programa.

Aos apoiadores e parceiros que viabilizaram mais uma jornada.




quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

A turminha saboreia a salada de frutas



Na EMEF Darcy Ribeiro, de Guarapari, a turma do 3º ano A resolveu aprender a se alimentar melhor, então a professora Adriana se propôs a ensiná-los com se faz uma salada de frutas. Foi muito divertido e delicioso também.


Uhhhhhh, que gostoso pessoal!

Escola Marinalva Aragão Amorim finalizou seu percurso


A EMEF Marinalva Aragão Amorim, de Guarapari – ES, tendo completado o pós percurso IV  optou em 2014 por  manter o percurso IV e refazer o III, recomeçando o ciclo com ações voltadas para a melhoria do rendimento escolar, assim como, a integração  família-escola.

Atualmente a escola está sob a direção da Alessandra Corrêa Ernesto Dias, bacharel em Contabilidade e licenciada em Matemática, com Especialização em Educação Inclusiva e Gestão Publica, que assumiu a Escola em janeiro de 2014, e da diretora adjunta a Andrileia Moreira da Conceição. A diretora atuou como Coordenadora da Educação Integral e foi tutora de diversos cursos da área educacional. Com ênfase nesses conhecimentos e com base nessas experiências  veio para implementar iniciativas e procedimentos que materializam na prática, a concepção da Educação em Tempo Integral. A partir desse pressuposto, a escola passou a ser reconhecida como o 1º Pólo de Educação Integral do Município. Como estratégia para promover  não só a ampliação de tempo, espaço e oportunidades educativas, mas sim, uma aprendizagem conectada à vida das crianças, adolescentes e jovens a escola buscou parceria com o programa Rede Escolaí. Com foco na Educação Integral, foram desenvolvidas ações diversas voltadas para a aprendizagem e a necessidades dos alunos .

A escola

Início do Programa Rede Escolaí

A Diretora Alessandra Corrêa Ernesto Dias promoveu um encontro da comunidade escolar com a participação da Secretária Municipal da Educação Diana Márgara, com objetivo principal de  divulgar, orientar e incentivar a participação da comunidade nos projetos que seriam desenvolvidos na escola, assim como na implementação da Escola de Tempo Integral.

Houve uma grande participação dos pais da comunidade local. Eles puderam tirar suas dúvidas e conhecer a proposta pedagógica da Escola para o ano letivo com relação à implantação da Escola em Tempo Integral e do Programa Rede Escolaí. Foi informado aos pais que seus filhos teriam oficinas de: Judô, Dança, Percussão, Xadrez, Espanhol, Robótica, Laboratório de Ciências, Esporte, além de Português e Matemática.  Foram apresentadas as etapas do Programa Rede Escolaí.




Para iniciar a Gincana foram formados grupos de trabalho  com  os reporteens que receberam a lista de ações que deveriam ser cumpridas na escola. A liderança ficou por conta da Pilar Renata Pereira, atuante como professora itinerante na escola.




A Equipe Pedagógica da Escola trabalhou com instrumentos acompanhando a execução das ações, avaliando os trabalhos e compartilhando resultados. A partir da análise dos resultados do rendimento dos alunos de 6° ao 9° ano em disciplinas variadas durante os anos anteriores e da evasão escolar, ficou perceptível a necessidade de uma intervenção pedagógica com ações que tivessem foco no desenvolvimento de um projeto educacional com vistas a melhorar o rendimento dos nossos alunos  e proporcionando a eles um estudo mais prazeroso. Partindo desta perspectiva, consideramos que a Gincana seria um instrumento eficaz, visto que seria uma ação em todo decorrer do ano.

 Além dos trabalhos realizados em sala, a escola vem trabalhando com programas de recuperação no contra turno buscando consolidar as diversas práticas pedagógicas relacionadas à integração família-escola, com vistas a oferecer ao seu corpo discente uma formação integral. Desta forma, o projeto “Gincana da Comunidade Educativa” veio contribuir para o melhoramento da qualidade de ensino e do aprendizado de nossos alunos, uma vez que ela propõe atividades prazerosas tanto dentro do espaço escolar como no entorno, para alunos, professores, demais profissionais e pais de alunos.

Com a aplicação do projeto e com o empenho de todos foi possível um melhor desempenho dos alunos nas atividades escolares dando qualidade e aprendizado, aumentando o índice de aprovação trimestral, bem como melhorando a autoestima dos alunos e suas relações interpessoais.

Enfim, a família e escola precisam ser parceiros permanentes para que haja um aprendizado de qualidade. Juntos FAMÍLIA e ESCOLA podem fazer a diferença na sociedade, pois  demonstração de interesse pela vida escolar dos filhos é parte fundamental em seu processo de aprendizagem.



Tema 1 - CULTURA DE PAZ

Resgatando Valores - Recreio Dirigido

Tarefa de iniciativa da equipe pedagógica, dirigidas pelas pedagogas Lúcia Helena de Jesus Pinheiro e Aldair Ramos, teve como objetivo, viabilizar procedimentos que permitissem a construção de regras e limites, pautados no respeito, amor e confiança, através da inter-relação. Além de valores éticos, morais, o respeito mutuo, foi trabalhado a autoestima, a criatividade, a fantasia, promovendo a cogestão entre alunos e professores.



Tarefa - Atividade Língua Portuguesa Trabalhando Valores:  Tema  - Tira Mão de Mim
Professor: Edmilson

A partir de uma problemática envolvendo situações de preconceito e bulling na escola, o professor desenvolveu o projeto Tira mão de mim, que teve como marco inicial uma situação envolvendo uma aluno especial com laudo. O projeto teve o  objetivo de trabalhar o respeito mútuo, preconceito e conscientização sobre o bullying. O docente Edmilson  mobilizou todos os alunos na elaboração de cartazes e dissertações sobre os temas mencionados, levando-os a discutirem e refletirem os assuntos de forma crítica e objetiva, para repensarem suas práticas e opiniões sobre qualquer tipo de discriminação e preconceito. A culminância do trabalho foi a exposição dos cartazes na área externa da escola, a fim de mobilizar outros alunos e a comunidade escolar.




TEMA 2 - COMUNICAÇÃO

TAREFA 1

Estimular a expressão e a socialização por meio da linguagem , compartilhando experiências e conscientização para uma boa convivência. A escola teve como parceria para o desenvolvimento desta tarefa, a voluntária e palestrante Ana Lucia de Jesus Barbosa, psicoterapeuta, que nos abrilhantou com seu amplo conhecimento na área da comunicação. A palestra aconteceu em uma sábado, foi aberta à comunidade local e teve participação de alunos, pais e profissionais da escola.

TAREFA 2

Tema: O Direito da Mulher

Em parceria com o  Ministério Público do Espírito Santo e com o objetivo de levar à comunidade feminina o conhecimento dos seus direitos assegurados por lei, a Promotora de Justiça de Guarapari, juntamente com outros promotores, assistentes sociais e psicólogo ministraram uma palestra em nossa escola, onde oportunizou às mulheres da comunidade local, orientações acerca das leis que deliberam sobre os direitos das mulheres,  assim como trouxe informações  sobre os órgãos competentes a serem recorridos em casos de violação desses direitos. A parceria foi uma sucesso e oportunizou a muitas mulheres vítimas de maus tratos  serem orientadas sobre seus direitos e ações diante da violação de seus direitos.





TEMA 3 - SUCESSO NA ESCOLA

Talentos que estavam escondidos no ambiente escolar e  na comunidade:

1º Caso - o aluno Patrick Magalhães possui deficiência intelectual moderada, tem 18 anos, cursa o 9º ano do Ensino Fundamental  II e estuda nesta escola desde os 8 anos de idade. Mora com os pais em uma comunidade carente, mas infelizmente não recebe o apoio necessário para desenvolver as habilidades que possui (pintura em tela, desenhos arquitetônicos e ilustrações em 3D). A escola detectou esta habilidade do aluno, passou a apoiá-lo e incentivá-lo a desenvolver estas práticas. Esse apoio foi fundamental para seu desenvolvimento no cotidiano escolar. Ele recebe atendimento especializado no contra turno na Sala de Recursos.

2º caso: Atividade Calculando brincando – Professora Elaine - Aqui temos uma professora de sucesso que se destacou pela sua proposta de trabalhar a matemática de maneira prática, lúdica e saborosa. A Professora Elaine observou um alto índice de fracasso escolar na turma de 7º ano. A distorção idade/série era muito significativa. Diante desse fato a docente procurou levar a matemática para os seus alunos de forma lúdica e prazerosa. Eles puderam desenvolver suas habilidades matemáticas preparando guloseimas e "comercializando-as" em sala. Trabalharam as operações fundamentais coletando dados e interpretando gráficos.

3º Caso: Aluna Gabriela Carvalho de Jesus Campeã de Judô, do 7º ano, que faz parte da Educação Integral, se destacou na Oficina de Judô e ganhou alguns torneios que participou, dentre eles: campeã das 1ª, 2º e 3ª etapa do Campeonato Estadual de Judô; 1ª colocada na Copa Serra; 1ª colocada no Campeonato Municipal  de Judô, disputou a Copa de Cachoeiro de Itapemirim, ficando em 1º lugar; 2º lugar na Copa Vitória, além de ter sido medalha de prata na primeira fase do Campeonato Brasileiro de Judô, região sudeste.





TEMA 4 – VOLUNTARIADO
Com a implementação da Educação em Tempo Integral, a escola passou a oferecer diversas oficinas aplicadas por voluntários, que proporcionam momentos de interação com os alunos e realizam um trabalho voltado para a construção do indivíduo preparando-o para a convivência em sociedade e contribuindo para a sua formação como um todo. Contamos atualmente com os monitores voluntários:


              
TEMA 5 – ARTE CULTURA

Nesta etapa a escola buscou atividades relacionadas a arte local. Aos sábados no Escola Aberta foram realizadas oficinas de culinária, dança e esporte.


PARABÉNS pelo ótimo percurso, pessoal!