terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Rede Escolaí encerra as atividades/2015 com evento em São Paulo e Vitória


Foram momentos de muita alegria que marcaram os encontros entre a FOCO, escolas, secretarias e parceiros a fim de celebrar e reconhecer o trabalho dos atores da Gincana da Comunidade Educativa.

Este ano fizeram parte do programa 25 escolas do estado de São Paulo distribuídas entre as cidades de Carapicuíba, Diadema, Itapevi, Jandira, São Bernardo do Campo e São Paulo. Do estado do Espírito Santo foram 22 escolas entre Guarapari, Serra e Vila Velha.

Em São Paulo a comemoração ocorreu no dia 01 de dezembro, no Auditório da Biblioteca Mário de Andrade, parceira para esse encontro. Estiveram presentes a  Bernadette Coser de Orem, Conselheira da FOCO, Ana Roth, Superintendente, Ana Maria Stuginski, coordenadora do Programa Escola da Família da FDE, Fundação para o Desenvolvimento da Educação, as representantes das empresas parceiras Tegma e Coimexpar e das Diretorias de Ensino. A comunidade escolar foi representada por alunos e suas famílias,  professores, coordenadores e diretores.

Em Vitória a celebração foi no dia 04 de dezembro, no auditório da FAESA, que apoiou o evento. Deram as boas vindas aos presentes a Rachel Coser, Conselheira da FOCO e a Ana Roth, Superintendente. Participaram a Penha Buloto  da Secretaria de Educação de Guarapari, a Silvania Silva, da Secretaria de Educação de Vila Velha e  Alexandre Flores representando a Secretaria de Educação de Serra, entre outros gestores públicos, representantes das empresas Investidoras e pessoal das escolas.

As coordenadoras do programa, Marta Harumi e Carolina Braggio apresentaram um painel de trabalhos das escolas onde todos apreciaram uma parte do que foi realizado ao longo da gincana.

Os membros do Comitê de Aprimoramento e representantes das Diretorias de Ensino foram homenageados.

Desde 2013, a FOCO conta com o Comitê de Aprimoramento do Programa Rede Escolaí formado por representantes de escolas e secretarias que já passaram pelos quatro percursos da gincana. O grupo se reúne periodicamente para ajudar a FOCO a pensar em estratégias e melhores formas de mobilizar a comunidade educativa.  Neste ano de 2015, o comitê ganhou força e é uma instância de consulta para as decisões da FOCO para o programa.

Foram anunciados os ganhadores do Prêmio de Reconhecimento. Este ano a FOCO lançou uma premiação com o objetivo de valorizar o trabalho realizado pelas escolas na Gincana da Comunidade Educativa.

As escolas receberam certificados pelo desenvolvimento da gincana. Aquelas que concluíram todas as atividades do seu percurso ganharam certificados de conclusão e aquelas que realizaram as atividades, mas ainda não terminaram ou ainda não enviaram todos os registros, receberam certificados de participação.

Para finalizar os eventos foram apresentadas atividades culturais, com o Grupo Círculo, em São Paulo e o Daniel Delvano, em Vitória. Em seguida todos foram convidados para um brunch.

Festa em São Paulo



Festa em Vitória



P A R A B É N S

A todos os alunos, professores, diretores e pais que se dedicaram e desenvolveram tão bem as ações do programa.
Aos apoiadores e parceiros que viabilizaram mais uma jornada.



Rede Escolaí anunciou os ganhadores do Prêmio de Reconhecimento


As escolas ganhadoras da premiação foram divulgadas no encerramento do Programa Rede Escolaí/2015. Os eventos aconteceram em 01/12 em São Paulo e 04/12 em Vitória.

O prêmio foi lançado este ano pela FOCO com o objetivo de valorizar o trabalho realizado pelas escolas na Gincana da Comunidade Educativa. Como critério, apenas as escolas que concluíram todas as tarefas  no prazo e enviaram as fichas completas puderam concorrer.

Os prêmios foram pensados em valorizar os trabalhos coletivos e não individuais. Portanto, a equipe da FOCO analisou os trabalhos das escolas que valorizaram esta característica.

Conheça as escolas ganhadoras:

1º  Prêmio: Estrutura – A escola premiada pelo maior número de alunos de diferentes turmas e séries de turnos distintos participantes na realização das tarefas.
ES - EMEF Darcy Ribeiro
SP - E.E. Deputado Salomão Jorge e E.E. Luis dos Santos Metalúrgico

2º Prêmio: Estrutura – A escola premiada pelo maior número de professores de matérias distintas, com a descrição de papéis na comissão.
ES - EMEF Maria Veloso Calmon
SP - E.E. José Neyde Cesar Lessa

3º  Prêmio: Estrutura - A escola premiada pelo número de familiares na comissão da Gincana.
ES - EMEF Adalgiza Fernandes Marvilla
SP - E.E. Maria Antonieta Ferraz Bibliotecária

4º  Prêmio: Estrutura - maior número de funcionários da escola na comissão da gincana.
ES - EMEF Rosa Simões de Almeida
SP - E.E. Profº Carlos Pezzolo

5º Prêmio: Estrutura – escola premiada pelo maior envolvimento de voluntários externos na comissão da Gincana.
ES - EMEF Marinalva Aragão de Amorim
SP - E.E. Profº Aurélio Buarque de Holanda Ferreira e E.E. Deputado Gregório Bezerra


6º Prêmio: Assiduidade, desempenho e organização da gincana – escola que conseguiu desenvolver todas as tarefas no prazo e demonstrou compromisso, organização e cumprimento de prazos do seu próprio planejamento.
ES - EMEF Jorge Boueri Sobrinho  e  EMEF João Batista Celestino
SP - E.E. Faustina Pinheiro Silva e E.E. Antonieta Borges Alves

7º Prêmio: Cooperatividade – A escola do percurso IV e a escola escolhida para o trabalho premiadas em parceria pelo desenvolvimento da tarefa externa.
Nenhuma escola foi elegível neste quesito.

8º Prêmio: Visibilidade - A escola com maior número de postagem no blog e curtidas no Facebook.
Esse prêmio não pôde ser computado porque nem todas tarefas foram postadas até a data da premiação, devido ao acúmulo de materiais enviados na mesma data.

9º Prêmio: Destaque para a gestãoesse prêmio foi uma difícil decisão para julgar. E por este motivo, a FOCO decidiu que todas as escolas são merecedoras. Excepcionalmente, nesta edição do prêmio, será oferecido um almoço ou jantar para a gestão das escolas. Cada escola poderá levar até 2 representantes.





P A R A B É N S!

domingo, 20 de dezembro de 2015

Rappers na Escola Porphyrio da Paz


A aluna Paloma Bernardo Nascimento, da  E.E José Porphyrio da Paz, nos enviou os relatos e as fotos das últimas tarefas realizadas:

Tarefa 1 - Cultura de Paz

Voluntários como Mc Mirim, Diel (A Banca), entre outros, compareceram na escola para dar palestras aos alunos, mostrando como o rap os ajudou a não entrarem na vida do crime, e como pode ajudar os adolescentes a não caírem nessa.

Nesse dia, além das palestras, eles tocaram músicas, alguns alunos recitaram poemas de própria autoria e outros cantaram e tocaram. Os professores ajudaram na organização e conclusão da tarefa.

O evento ocorreu em 18 de setembro e participaram todos os alunos, professores e funcionários do turno da noite, mais 08 voluntários.






Tarefa 3 - Sucesso na Escola: talentos escondidos

Voluntários do Instituto Projeto Sonhar compareceram na escola no dia 26 de setembro para junto com alunos e ex-alunos grafitarem o muro da escola.




Tarefa 5 - Arte e Cultura

No dia 26 de julho a Professora Marli, de Português, se reuniu com alunos que recitaram poesias, cantaram músicas MPB e relembraram alguns autores importantes da literatura.






Muita curtição!

PARABÉNS pessoal.


É tempo de brincar e aprender


A EE Nicéia Albarello Ferrari concluiu o percurso III. A Professora Maria Aparecida Cirillo, vice-diretora do Programa Escola da Família, enviou as últimas tarefas que foram realizadas.

 Tarefa I – Cultura de Paz

Projeto: Tempo de Brincar

Nunca ouve tantas crianças que não sabem brincar, mesmo que nos referenciais para educação o brincar é tido como indispensável para o desenvolvimento físico, intelectual e emocional. O tempo de brincar foi substituído pelo tempo tecnológico que indiretamente rouba a infância de muitas crianças. Partindo desta problemática este projeto vem propor uma sequência de atividades na Escola da Família, aberta aos finais de semana, promovendo a criação de valores, cidadania e resgate do brincar e a infância.

Os objetivos do projeto foram o de resgatar valores, socializar brincadeiras com tempo e espaço, agregar novas formas de brincadeiras, incentivando as crianças a serem mais solidárias e participativas, fomentar a socialização e trabalho em equipe.

As estratégias utilizadas foram: manual Tempo de Brincar, gravuras e cartazes, textos e leituras variadas, atividades dirigidas, criações diversas, vídeos/ músicas, Pesquisa com pais, familiares, comunidade sobre brincadeiras de conhecimento popular; diálogos e relatos, recreações, jogos e brincadeira.

Trabalhou-se o conteúdo através de rodas de conversa para expressar ideias e opiniões; leitura de pequenos textos como trava-Línguas, parlendas e canções; cantigas e danças de roda; participação em jogos e brincadeiras.

Os responsáveis pela tarefa foram a vice-diretora Maria Aparecida Cirilo e a Galera do Falaí: Myrna Vitória Z. Costa, Caroline Gallo Batista, Estéfani Silva de Brito, Cristian R. Cunha, Marcelo S. Monteiro e Victor Oliveira de Souza.




Tarefa 3 - Sucesso na Escola e Tarefa 4 - Voluntariado




Gostoso aprender assim!

PARABÉNS pessoal.